31
Mar 12

Hoje estou orgulhoso, muito orgulhoso da nossa VaP. Apetecia-me colocar aqui os nomes de todos os que participaram na apresentação da peça "Barrabás" que aconteceu ontem à noite no Largo da Igreja de Romariz, mas seria fastidioso, pois seriam quase 50 nomes. O espetáculo é de curta duração (perto de 30min) uma vez que, sendo ao ar livre e estando o público em pé, havia que preservar o tempo de conforto de cada um. Mas foi lindo, com uma produção complexa. O melhor, ainda, foi ver o brilho nos olhos daqueles que acabavam de sentir o prazer do dever cumprido. Obrigado a todos quantos se empenharam neste trabalho... bem queria dizer nomes, mas não posso. Os próprios sabem que me refiro a eles.

Já agora aqui fica o convite: este será repetido em Arrifana no dia 21 de abril e em Sanfins em 5 de maio.

publicado por voltadoapoente às 11:31

25
Mar 12

publicado por voltadoapoente às 14:22

A sede da Voltado a Poente (VaP) voltou a encher-se. Foi necessário o recurso às cadeiras suplementares para todos os participantes se instalarem confortavelmente para comemorar condignamente o Dia Mundial da Poesia e a chegada da Primavera.

 

VaP20120318010

 

Foi uma tarde muito bonita aquela que aconteceu no passado domingo. Os nossos associados Dra. Lurdes Bártolo e Dr. Óscar Bártolo orientaram todos os trabalhos. Começaram por apresentar a vida e obra de Miguel Torga, escritor português que os associados bem conhecem por já ter sido promovida uma viagem cultural por terras a si associadas. O destaque foi para a vertente telúrica deste autor.

A seguir aconteceu a poesia dita pelos participantes. A riqueza residiu na diversidade dos intervenientes, dos temas e dos autores.

No final, a associada Dra. Maria José Duarte lançou um desafio que teve uma significativa adesão. Os presentes, a partir do mote dado “ Ai quem me dera…”, escreveram versos de forma autónoma que no final originaram o seguinte poema coletivo:

Ai quem me dera…

Viajar até à lua

Conhecer o infinito

Ser nascente de água pura

Ser o sol da primavera

Ser um pássaro e voar no céu azul sem parar

Querer menos do que quero

Ser uma pessoa importante, mas pouco conhecida

Ganhar o euromilhões e ir à Amazónia

Poder simplesmente pensar

Tocar no infinito

Viver um mundo de paz

Poder sorrir todo o dia

Ser livre como um passarinho

Ter outra vez vinte anos

Brincar com os meus amigos

Retornar à inocência de menino

Viver a liberdade total e plena

Ser uma flor para me cheirar

Ser uma onda do mar e nela te deixar navegar

Ser perfeito

Fazer felizes as pessoas que amo e respeito

Tomar as rédeas deste vento que me leva

Ser a única deusa no meio dos deuses

Ver por detrás do luar

Transparecer no teu olhar

Ter asas para voar

E ter força para as cortar

Ai, quem me dera…

  

Foi um momento inolvidável.

publicado por voltadoapoente às 14:11

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO