29
Jun 11

Domingo, dia 26 de Junho, à tarde

O dia estava quente, muito quente mesmo. O termómetro marcava valores próximos dos 35oC. Os participantes foram chegando mas refugiavam-se no interior da Oficina d’Artes da Voltado a Poente. Ali se deu início aos jogos de cartas. Entretanto, o tempo ajustou-se às pretensões das pessoas que ali estavam para se divertir e estas passaram para o exterior.

Seguiu-se a pura diversão. A malha, a corrida de sacos, o salto à corda, o tiro ao alvo, as andas e o arco foram alguns dos jogos desenvolvidos, destacando-se, definitivamente, o ambiente de cumplicidade envolvendo gerações diversas. Esse delicioso pormenor, elemento estruturante do espírito VaP, verificou-se ao longo de toda a tarde mas mais acentuadamente quando esteve em causa o salto à corda e o jogo da tração da corda.

Coisas simples que os mais velhos revivem e os mais novos guardam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por voltadoapoente às 12:20

14
Jun 11

Foi mais um dia muito bonito. No autocarro, gentilmente cedido pela Câmara Municipal, logo pelas 7 horas rumámos a uma região situada nos contrafortes do Marão e na margem direita do Douro, que serviu de inspiração a muitos autores portugueses. Desta vez foi Baião.

Chegados a esta linda vila, iniciou-se a visita pelo Núcleo Arqueológico do Museu Municipal de Baião e pela Serra da Aboboreira onde se pôde observar em pormenor as Antas ou Dolmens que ali se localizam, estando um deles classificado como Monumento Nacional. Perceber-se as "técnicas" associadas a tão arrojado empreendimento como seja a forma de corte da rocha quando nem havia metais, o transporte de blocos enormes e a construção da mamoa que os permitia elevar e depois suportar, foi muito bom.

Mas a Casa do Lavrador esperáva-nos. Uma recuperação extraordinária de uma antiga casa de lavrador apresentou-se-nos pelos lados de Santa Cruz do Douro onde a Glória, a Beatriz, a Luisa, a Manuela, a Maria do Rosário e a Fernanda, elementos da Associação Cultural e Recreativa de Santa Cruz do Douro, tinham preparado um opíparo almoço. Foram de uma simpatia extrema. A elas deixámos aqui o reconhecimento pela forma espetacular como fomos recebidos e acompanhados.

Seguiu-se Tormes e, nesta, a Fundação Eça de Queiroz. Compreende-se aqui todo o envolvimento que rodeou a escrita das obras "Civilização" e "A Cidade e as Serras"., a começar pelo caminho do Jacinto e a acabar na capela onde povo e nobreza não se misturavam nunca.

Feita esta visita foi tempo de regressar à Casa do Lavrador para a diversão pura com dança e karaoke.

Para concluir, queremos agradecer a simpatia e disponibilidade do motorista Sr. Quintino.

Foi mais um dia muito bonito.

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por voltadoapoente às 21:21

Aqui fica um pequeno filme daquilo que foi a Caminhada com Convívio que se realizou na Serra da Freita.

 

publicado por voltadoapoente às 21:16

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO