10
Out 10


Hoje tiveram prioridade as crianças, mas os adultos foram participantes activos. Um teatro de fantoches foi o motivo.
O Núcleo de Bar, Biblioteca e Convívios promoveu esta iniciativa e, com a colaboração dos sócios Pedro Sousa, Carminda Martins, Miguel Sousa e Sandra Catarina Silva, apresentaram a dramatização da obra "Ninguém dá Prendas ao Pai Natal" de Ana Saldanha. Foi uma linda tarde de domingo com uma assistência bastante heterogénea que encheu por completo a sede VaP. Até a actividade inicial de envolvência dos participantes foi bem conseguida e no fim um sorriso estampado no rosto de cada um foi o prémio dos "artistas".
O futuro já ficou marcado: workshops de construção de marionetes ficaram em estudo e uma nova apresentação já marcada para 21 de Novembro.
No próximo domingo é a vez de uma experiência com jogos tradicionais: vai girar o pião, o arco rodará , as malhas "voarão", etc.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ver outras clicar sobre uma das fotos

publicado por voltadoapoente às 19:54

05
Out 10

Para registo, aqui ficam o link para artigos no Correio da Feira

 

Informação de realização do Encontro Temático "A República"

 

Comemoração da Implantação da República na VaP

publicado por voltadoapoente às 11:47

03
Out 10

A reduzida mobilização dos sócios VaP não se tem notado apenas nos Encontros Temáticos, mas também na frequência muito baixa das instalações da sede assim como nas Assembleias.

A abertura da sede aos domingos à tarde é uma realidade que não tem merecido a receptividade que se pretendia. Por isso foi decidido deixar de ter a sede aberta nesse período. A partir de hoje a sede só será aberta para a realização de iniciativas concretas.

Como exemplo disso fica aqui o convite para o próximo Encontro Temático. Este terá lugar no dia 6 de Novembro e estará subordinado ao tema "Energias Chakras" e será orientado pelo nosso sócio Helder Alves.

Permitam-me uma reflexão mais ampla sobre a vida associativa. A ginástica aeróbica tem revelado um óptimo impacto na vida das nossas sócias e isso é muito importante. O Hip-Hop sendo uma dança tão bonita e relevante, precisava de ser mais acarinhada pelas famílias que têm jovens no seu seio. As danças de salão, embora revelando alguma instabilidade no grupo que as frequentam, são outra realidade bem pujante. O teatro é aquele núcleo que, nas suas apresentações, consegue mobilizar um significativo número de sócios e da restante comunidade local e que consegue encher, por mais que uma vez em cada ano, o Salão Paroquial de Romariz e que já se apresentou fora dos limites da frequesia. As viagens turístico-culturais significam sempre no mínimo 50 sócios em movimento. O jantar comemorativo do aniversário VaP tem tido sempre uma participação superior a 60 pessoas. As caminhadas com os convívios finais têm sido outra experiência fantástica. O coro que só agora iniciou a sua actividade tem perto de uma dúzia de elementos.
Poderia dizer-se que temos uma Associação forte mas entendo que devemos ser mais ambiciosos. Falta criar um espírito de união, de orgulho pelo colectivo que temos de ser. Percebe-se facilmente que há um conjunto de sócios sempre presentes mas outros pouco aparecem, usufruindo apenas de uma ou outra actividade muito concreta. São esses que temos de mobilizar para passarem a integrar aquilo que gostaria de designar de "Espírito VaP". Em breve novas iniciativas serão apresentadas.

Se é sócio VaP, participe na vida da nossa Associação e ajude a criar esse espírito.

publicado por voltadoapoente às 17:25

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO